Home Page English
NEWS & COMMENTARIES
 
CENTRO DE INFORMAÇÃO SOBRE O MERCADO DE CÂMBIO

O QUE É FOREIGN EXCHANGE (FX OU FOREX)?

Foreign Exchange (FOREX, ou mercado de câmbio, em Português) é a operação simultânea de compra e venda de uma moeda de um país por uma outra de outro país. O mercado cambial é o maior e mais líquido mercado financeiro do mundo, com o equivalente a mais de US$ 1,5 trilhão negociados diariamente, o que é mais do que todos os volumes de todos os outros mercados somados. Ao contrário de outros mercados, o mercado de Forex não possui um local físico para as operações. As transações são feitas em um mercado interbancário, que funciona 24 horas por dia através de uma rede eletrônica de bancos, corporações e indivíduos, que inicia as operações em Sidnei, na Austrália, e as encerra em Nova Iorque, passando por todos os grandes centros financeiros do mundo. Aproximadamente 80% de todas as operações acontecem com as seguintes moedas: o dólar americano, o euro, o iene, a libra, o franco suíço, o dólar australiano e o dólar canadense.

O Mercado de Forex era tradicionalmente domínio exclusivo de bancos e grandes corporações internacionais. No entanto, com o crescimento das plataformas de operações on-line e novas políticas e regulamentos, o mercado de câmbio está finalmente aberto a investidores privados e instituições financeiras menores.

A FX International Group proporciona a estrategistas, investidores privados e empresas acesso ao mercado interbancário através de plataformas de operação, oferecendo o menor spread do mercado. Também oferecemos a nossos clientes as ferramentas e os serviços necessários para operações eficientes em Forex, como cotações em tempo real, gráficos, notícias e análises.

Para saber mais sobre operações on-line com Forex e as vantagens de operar através da FX International Group, por favor entre em contato com um de nossos colaboradores através do email .

A INFLUÊNCIA DO MERCADO DE CÂMBIO NA ECONOMIA GLOBAL

Já que a maioria – senão todas – as transações no mundo envolvem moedas, o mercado de câmbio influencia profundamente todos os mercados financeiros, como ações, títulos e propriedade privada. As taxas de câmbio determinadas por essa interação têm papel fundamental no financiamento de déficits governamentais e no desempenho do comércio internacional. O mercado cambial também influencia os níveis de preço, o poder de compra dos salários e as decisões de consumo e investimento.

A HISTÓRIA DO MERCADO DE CÂMBIO

Em um esforço para impedir que grandes somas de dinheiro fossem retiradas da Europa do pós-guerra e para proporcionar estabilidade monetária, o acordo de Bretton Woods foi iniciado em 1944. O acordo instituiu a paridade entre o dólar americano e o ouro. Já em 1971, com a desintegração do acordo de Bretton Woods, teve início a era moderna do mercado de câmbio com o fim do padrão ouro. O dólar americano não poderia ser mais convertido em ouro, sinalizando um aumento da volatilidade das moedas e novas oportunidades de negócios nesse mercado.

Seguindo o colapso, em 1973, do subseqüente acordo de flutuação europeu, viu-se então o verdadeiro início do sistema de flutuação das taxas de câmbio entre os países industrializados, o que significou que o mercado cambial seria então determinado por forças de oferta e demanda.

O rápido crescimento do mercado de euro-dólares – o mercado de dólares depositados fora dos EUA – foi um catalisador do desenvolvimento das operações com moedas. O mercado de euro-dólar nasceu nos anos 50, quando a Rússia passou a depositar as receitas, em dólares, com petróleo fora dos EUA, temendo que esses recursos fossem congelados por reguladores americanos.

O governo americano respondeu ao aumento de evasão de dólares com restrições a empréstimos para estrangeiros. As companhias americanas achavam o mercado europeu atrativo devido altos yields, um mercado favorável para descarregar excesso de liquidez, proporcionando oportunidades para empréstimos de curto prazo e financiamentos para importação e exportação. Por isso, Londres se tornou líder em mercado de forex por sua localização e habilidade de ligar os mercados da Ásia e da América.

Nos anos 80, o advento dos computadores e melhor tecnologia aceleraram os movimentos de capitais entre os países, estendendo o mercado pelos fusos-horários da Ásia, Europa e América. Os movimentos das transações em moeda estrangeira saltaram de US$ 70 bilhões por dia nos anos 80 para mais de US$ 1,5 trilhão duas décadas mais tarde. Além disso, a popularidade e a confiança que o sistema on-line de operações com Forex oferece a investidores e empresas ajudou a democratizar o mercado de câmbio.

PARTICIPANTES DO MERCADO

Nos últimos anos, o mercado cambial evoluiu para um mercado contendo não apenas bancos, mas também muitas outras instituições financeiras como corretoras, market-makers, instituições não-financeiras, consultorias de investimentos.

Forex é um mercado que funciona 24 horas por dia, o que significa que não possui um centro de negócios. O mercado se movimenta através dos centros de negócios ao redor do mundo por ordem de importância: Londres, Nova Iorque, Tóquio, Singapura, Frankfurt, Gênova e Zurique, Paris e Hong Kong. Nesse mercado os clientes exigem um contrato escrito e aceito entre eles e empresa em troca de um depósito de recursos com o qual os clientes realizam operações.

Os participantes do mercado têm várias razões para se envolver com taxas de câmbio. Asset Managers, investidores privados e grandes corporações, como importadores e exportadores, utilizam Forex para diversificar o portfolio, fazer hedge contra seus ativos/passivos em moeda nacional e/ou para lucrar com as flutuações de preço. Qualquer que seja a razão, todos têm papel fundamental na demanda e na oferta de divisas.

ENTENDENDO AS TAXAS DE CÂMBIO

O primeiro passo para operar é entender a cotação das moedas. Já que as taxas de câmbio são a venda e compra de uma determinada moeda, a cotação é sempre dada em pares. Cada par tem uma moeda base, que é segunda a ser escrita (ex. R$/US$). Quando a cotação sobe, significa que a moeda base aumentou o seu valor e que a primeira moeda (R$) perdeu valor. A moeda base, que normalmente é o dólar americano, tem, por convenção, valor US$ 1. Há algumas taxas de câmbio em que o dólar não é a moeda base, como no caso da libra esterlina, do euro, o dólar da neozelandês e o dólar australiano.

top of page








NOSSOS CONTATOS

Corporate Headquaters
44 Wall Street, 12th Floor
New York, NY 10005
Tel: 212-461-7180
Fax: 212-461-2223



 
 

FOREX LEARNING CENTER \ TRADING FOREX \ OUR SERVICES \ FOREX ACCOUNT \ FOREX FORUM \ FAQ

Copyright (c) 2004. FXINTERNATIONALGROUP.com. All rights reserved.
Web HostingAward Winning Web Hosting Domain Name Registration Professional Web design at Affordable Prices Dedicated Hosting Servers with Vast Power, Security and Reliability Fastest Internet Access at the Lowest Monthly Cost